Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em Letras Pequeninas

Podem tirar a rapariga da farmácia, mas não podem tirar a farmácia da rapariga. Salvo seja…

Em Letras Pequeninas

Podem tirar a rapariga da farmácia, mas não podem tirar a farmácia da rapariga. Salvo seja…

16 de Maio, 2022

“Terapias” de Conversão

Inês Reis

Não, não estou a falar de um qualquer teorema matemático para converter gramas em graus Fahrenheit. Antes estivesse…

Há dias, a Grécia transformou-se no último de, honestamente, muito poucos países a criminalizar as práticas de reorientação sexual em menores e parabéns para eles! (Fonte 1)

Já o resto do mundo está a ver-se grego para lá chegar.

Incluindo o nosso pequeno cantinho da Europa onde, apesar de várias vitórias no que aos direitos LGBTI+ concerne, ainda não conseguiu criminalizar estas “terapias”. (Fonte 2)

E, infelizmente para todos nós, ainda há uma porção significativa de países onde a homossexualidade é ilegal e, em alguns, é mesmo punida com pena de morte. Como se eu não fosse já suficientemente contra a pena capital…

Mas, contas feitas, este é apenas mais um dos inúmeros problemas Terráqueos que me tiram anos de vida; das alterações climáticas ao racismo, venha o diabo e escolha. Então, porque espumo da boca enquanto escrevo estas linhas? Porque este é mais um daqueles não-problemas que nasceu na cabeça de alguns e conseguiu afetar a vida de muitos.

Ah, e se até aqui não o disse é apenas porque espero não ser necessário, mas, ainda assim, aqui vai: a orientação sexual não-heterossexual não é uma doença e, como tal, não precisa de ser curada.

4 comentários

Comentar post