Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em Letras Pequeninas

Podem tirar a rapariga da farmácia, mas não podem tirar a farmácia da rapariga. Salvo seja…

Em Letras Pequeninas

Podem tirar a rapariga da farmácia, mas não podem tirar a farmácia da rapariga. Salvo seja…

02 de Junho, 2022

Modas

Inês Reis

Pode dizer-se que o meu estilo atira pró casual-cheap.

O que, trocado por miúdos, significa confortável, discreto, e barato. Se uma peça de roupa não atrai qualquer tipo de inseto polinizador e está em saldos, então, é para mim.

E a vida já é demasiado complicada sem que eu, voluntariamente, acrescente dispositivos de tortura (leia-se sapatos de salto alto) aos meus dias.

Mas se vos parece que este pequeno ensaio humorístico é apenas uma tentativa de disfarçar um problema maior… têm toda a razão.

Se aprendi a gostar, genuinamente, deste meu look simples e descontraído, foi apenas depois de anos a lidar com as inseguranças de uma adolescente introvertida e sem orçamento para as últimas modas.

“Nah, eu não tive umas Converse. Eu tive umas Universe, que eram ainda melhores!”

Já perdi a conta às vezes que fiz esta piada, já adulta. Mas garanto-vos que, na altura, de sapatilhas contrafeitas nos pés, não lhe achei assim tanta graça.

Diz quem sabe, que há que tirar as lições necessárias do passado e seguir em frente. Então, aqui estou eu, a tentar pôr a auto-aceitação na moda.

8 comentários

Comentar post