Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Em Letras Pequeninas

Podem tirar a rapariga da farmácia, mas não podem tirar a farmácia da rapariga. Salvo seja…

Em Letras Pequeninas

Podem tirar a rapariga da farmácia, mas não podem tirar a farmácia da rapariga. Salvo seja…

21 de Março, 2022

Médium de Farmácia

Inês Reis

Ao que parece, eu fazia demasiadas perguntas ao balcão.

Sim, porque o utente é ignorante; sabe lá a diferença entre tosse seca ou produtiva. Pelo que, era sobre mim que recaía a responsabilidade de indicar os remédios certos para a farmácia, digo, para o utente.

Imagino que uma boa colaboradora, quando confrontada com um novo ser humano do lado de lá do balcão, o abordaria mais os menos assim:

“Bom dia, queria-“

“Não diga mais. Sai uma joelheira, tamanho M, e uma caixa de laxantes de aplicação retal.”

“Não, eu-“

“Peço imensa desculpa, tem toda a razão. Serão, então, duas caixas de laxantes e um lubrificante à base de água.”

“Obrigadinha, sim?”

E pensar que eu podia ter tido uma longa carreira como médium, digo técnica, de farmácia, se ao menos tivesse ignorado alguma desta minha chatinha responsabilidade profissional…

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.